As principais notícias do mercado PET e VETERINÁRIO ao seu alcance

Mercado pet em Minas Gerais corresponde a 13% do setor

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso grupo do Whatsapp

Mercado pet em Minas Gerais
Foto: Freepik

Com cerca de 23 mil lojas físicas, o mercado de pet shops em Minas Gerais foi o que mais cresceu no setor em 2023. Em um ano, a participação do estado no total de estabelecimentos subiu três pontos percentuais e já chega a 13%. Além da capilaridade, a digitalização vem contribuindo para esse avanço, conforme apontam indicadores da Fecomércio-MG.

Esse segmento vem acompanhando a trajetória de ascensão do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro, que pela primeira vez superou R$ 1 trilhão após os resultados de 2023. A economia do estado é a terceira maior do país, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro, mas assume a segunda colocação quando o assunto é o varejo pet.

E um dos fatores que explica esse cenário é o advento do e-commerce de pet shops. De acordo com a Fecomércio-MG, as vendas online já são realidade em 35% dos estabelecimentos em Minas Gerais e 6,3% manifestaram a intenção de implementar esse sistema.

As transações digitais chegam a representar pelo menos 20% do faturamento em 54% das lojas. Foram analisados 353 pet shops de diversas regiões do estado. O WhatsApp e as redes sociais são os canais mais utilizados pelos varejistas que já adotaram as vendas pela internet. Os dados foram publicados pelo portal Giro News.

Pesquisa indica itens mais vendidos no mercado pet em Minas Gerais

Entre os produtos mais buscados pelos tutores no mercado pet em Minas Gerais estão os alimentícios (57,2%), medicinais (33,7%), acessórios (31,8%), higiene (28,9%) e vestimentas (6,4%). Já entre os serviços estão banho e tosa (70,2%), transporte (34,3%), hospedagem (5,4%), passeador de cães (3,5%) e adestramento (1,2%).

Ainda segundo o estudo, cerca de 66% dos pet shops mineiros ofertam também serviços nas lojas e 34,5% dos estabelecimentos contam com o atendimento médico veterinário.

Com relação aos diferenciais oferecidos pelo varejo pet, os programas de fidelidade lideram, com 33,9% dos PDVs disponibilizando essa opção. Em seguida, vêm os programas de assinatura (16,9%), desconto no mês de aniversário do pet (13,6%) e banhos terapêuticos (3,4%).

“A relação entre humanos e pets está em constante transformação e o investimento no bem-estar dos animais de estimação encontra-se em crescimento. Segundo 67,2% dos pet shops entrevistados, o gasto médio dos seus clientes gira em torno de R$ 25 a R$ 100”, comenta Gabriela Martins, economista da Fecomércio-MG.

Mais lidas

OUTRAS NOTÍCIAS