As principais notícias do mercado PET e VETERINÁRIO ao seu alcance

Chocolate para cães? Cuidado!

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso grupo do Whatsapp

Chocolate para cães

Dar chocolate para cães equivale a oferecer uma passagem de graça para diversos problemas que afetam o funcionamento do organismo. Adiantando tudo, não é nada indicado presentear seu cachorro com esse alimento. Muitas vezes as pessoas ficam em dúvida nesse quesito, já que o chocolate é bastante comum no dia a dia dos seres humanos e, pelo aumento do convívio com pets e a oportunidade de agraciá-lo com uma comida gostosa, ficam expostos a cometer esse erro.

É normal que em festas, sobremesas, jantares, e até datas comemorativas como o Dia do Chocolate, comemorado recentemente em 7 de julho, aumentem os riscos de um tutor oferecer chocolate para cães. A contraindicação do alimento se deve a alguns componentes que fazem muito mal para o organismo, levando a sintomas graves com potencial fatal para os pets. Ainda não acredita no problema que o cacau pode causar em seu amiguinho? Leia abaixo para entender tudo sobre esse problema e fixa-lo na mente!

Não dê chocolate para cães

Nunca é demais reforçar que não se deve dar chocolate para cães em hipótese alguma. Mesmo que tenha a opção de dar, ou sentir vontade, ou então ele até chorar pedindo – pois obviamente é algo gostoso – não se deve oferecer de jeito algum. Infelizmente, esse é um dos problemas mais comuns relacionados a cães, e a todo ano centenas de animais morrem por essa incidência no Brasil. Até por isso, é um grande medo dos médicos veterinários, que fazem de tudo para alertar os tutores do perigo que pode ser. Vamos entender melhor como ocorre, os sintomas e o porquê de ser tão grave?

Por que chocolate é tóxico para cães? 

Ok, o leitor já sabe que o chocolate é tóxico e não pode dar de nenhum jeito para o cachorro. Vamos entender melhor o porquê? A sua composição conta com dois ingredientes potencialmente fatais para os cães. Ele é feito por grãos de cacau (Theobroma cacao), que são os responsáveis pelas substâncias teobromina e cafeína, perigosos para a saúde do animal. Ou seja, o inofensivo (para nós) cacau é o mentor por trás de todo o perigo causado a animais de estimação que comem chocolate.

Cada grama de chocolate inclui de 1 a 9 miligramas de teobromina, e quanto mais escuro o produto for, maior será o índice da substância perigosa. Então nem adianta pensar que o tal tipo do alimento seja melhor ou mais indicado do que o convencional, pois todos tem seu potencial letal em alto nível.

Como meu cachorro ficará depois de comer chocolate?

Assim como na foto principal da matéria, é possível que o cachorro coma algum chocolate encontrado pela casa, ou então, que o tutor ignore os riscos existentes e ofereça cacau para ele. Se isso acontecer, é normal que apareçam alguns sintomas no animal, e é através disso que é possível ter certeza de que o ingrediente foi sim ingerido.

A inquietação e a hiperatividade são os principais sinais que aparecem no cão logo após ele ingerir chocolate. Também são uns dos que ficam mais evidentes, já que o cão não para de se movimentar e fica extremamente agitado. Além deles, outros sintomas mais tradicionais podem aparecer em níveis tóxicos, também demandando atenção veterinária caso observados. Veja quais são abaixo:

  • Inquietação e hiperatividade;
  • Vômitos;
  • Diarreias;
  • Tremores musculares;
  • Hipertermia (alta temperatura corporal).

Sintomas como a inquietação e a hiperatividade são os mais rápidos a se manifestarem e mais facilmente identificados por serem reflexo dos efeitos da cafeína. Assim como nos humanos, o café é rapidamente absorvido e tem efeitos acelerados. Essa substância age 10 vezes mais rápido do que a teobromina, que demora cerca de 10 horas para refletir os sintomas. Esses sintomas, geralmente, são vistos de 2 a 4 horas após a ingestão, durando até 72 horas. Se exceder, a visita a um médico veterinário é imprescindível para a saúde do cão.

Vale lembrar que o indicado originalmente é que, logo após dar chocolate para cães ou vê-lo comendo, o destino seja um médico veterinário de confiança e qualidade. Ele desintoxicará o animal de estimação antes de qualquer prejuízo maior.

Existe chocolate para cães específico?

Como dito no início da matéria, em datas específicas o risco de dar chocolate para cães é maior. Principalmente na Páscoa, no Dia do Chocolate e no Natal, onde o produto é bastante consumido. Até que enfim algo desse assunto que privilegie os pets: existem muitas opções no mercado de doce para o cachorro, específicos e excelentes para a satisfação do animal.

Sabendo disso, se quiser dar chocolate para cães, opte pelos específicos para eles. Não faça a escolha errada de arriscar a vida de seu amiguinho dando um produto de cacau para humanos, o risco é fatal. Mantenha o animal longe de chocolates, e instrua os membros da família a não oferecerem também.

Mais lidas

OUTRAS NOTÍCIAS