As principais notícias do mercado PET e VETERINÁRIO ao seu alcance

Ter companhia é bom para a saúde do cão?

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso grupo do Whatsapp

Saúde do cão
Foto: Freepik

A interação social é fundamental para a saúde física e mental dos seres humanos. Mas será que o mesmo se aplica aos cachorros?

Para Noah Snyder-Mackler, professor associado na Escola de Ciências da Vida da Universidade Estadual do Arizona, nem todos os pets se sentem melhor ou mais felizes na companhia de outros animais. No entanto, a interação social, com outros animais e seres humanos, impacta diretamente na saúde do cão.

Estudo publicado no jornal Evolutin, Medicine and Public Health entrevistou tutores de mais de 21 mil cães, abrangendo diversos aspectos da vida de seus animais de estimação, como convivência com outros cães, atividade física e saúde.

Com base nos dados coletados, os pesquisadores identificaram cinco fatores-chave que influenciam o ambiente social de um cachorro: estabilidade do bairro, renda total da casa, interação social com adultos e crianças, interação social com outros animais e idade do tutor do pet.

Cada animal é único, e nem todos os cães gostam da companhia de outros cães. No entanto, o que os resultados mostraram é que uma forte companhia social tem um efeito positivo na saúde e bem-estar de um cão. As informações foram divulgadas pelo jornal americano The Washington Post.

“Meu cão precisa de companhia?”

“Quando há algo faltando na rotina de um cão, vemos isso se manifestar em termos de ‘mau comportamento’ ou respostas relacionadas à ansiedade”, explica Zachary Silver, professor assistente de psicologia na Occidental College, onde ele está estabelecendo um laboratório de cognição canina.

Embora seja recomendável consultar um veterinário de confiança se estiver preocupado com o comportamento do seu cão, uma possível razão para esse comportamento poderia ser a falta de companhia social.

Enriquecimento e bem-estar para seu cachorro

Existem diversas maneiras de oferecer companhia e estimulação cognitiva para os cachorros, como caminhadas, sessões de treinamento ou simplesmente brincar durante o dia. O importante é garantir que essas atividades ocorram regularmente o suficiente para atender às necessidades diárias do animalzinho.

 

Mais lidas

OUTRAS NOTÍCIAS