As principais notícias do mercado PET e VETERINÁRIO ao seu alcance

O que é FIV felina? Saiba tudo sobre a ‘Aids em gatos’

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso grupo do Whatsapp

FIV felina
Foto: Freepik

A infecção pelo vírus da imunodeficiência felina, FIV felina ou Aids em gatos, afeta os bichanos domésticos, bem como outras 18 espécies de felinos. Essa condição representa um grande desafio na saúde animal, dada a sua forma de transmissão e a falta de cura para os gatos infectados até o momento.

O que você precisa saber sobre FIV felina

A imunodeficiência felina é causada por um vírus do gênero lentivírus, que pertence à mesma família do HIV, por isso essa enfermidade é popularmente conhecida como “Aids felina”.

Trata-se de uma doença infecciosa que afeta principalmente gatos machos que têm acesso à rua. Até o momento, não há comprovação de transmissão para seres humanos e cães.

Transmissão da FIV felina

A doença é transmitida por contato direto, especialmente pela saliva do animal. Por isso, quando seu gato tiver um ferimento ou lesão aberta, é fundamental realizar um curativo adequado e evitar que ele interaja com outros felinos.

Atividades como brincadeiras e brigas podem resultar em lambidas e na dispersão de gotículas de saliva pelo ar. O vírus pode ser facilmente transmitido por meio de arranhões e mordidas.

Sintomas da doença

À medida que a doença progride e o vírus se torna mais agressivo dentro do organismo do gatinho, sua saúde se deteriora e ele se torna mais vulnerável.

É frequente que gatos com imunodeficiência viral felina desenvolvam outras enfermidades que mascaram o principal problema. Se você tentar tratar uma doença simples e o gato não apresentar melhora, ou se a mesma doença ocorrer repetidamente, é essencial levar o animal imediatamente ao veterinário para realizar exames.

Os sintomas variam de caso para caso e conforme o estágio da doença. No entanto, os sinais mais comuns incluem:

  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Resfriados;
  • Infecções do trato urinário;
  • Problemas respiratórios;
  • Feridas na boca e na pele.

Como é feita a prevenir

Apesar de haver várias pesquisas em andamento para desenvolver uma vacina contra a FIV, o imunizante ainda não é uma realidade e a doença não tem cura.

Portanto, uma das melhores formas de prevenir a Aids em gatos é por meio da castração, que não só reduz o comportamento agressivo do animal, mas também diminui a tendência dos gatos de fugirem para a rua, onde podem se envolver em brigas com bichos infectados.

Além disso, independentemente de haver suspeita de FIV felina ou não, nunca deixe de levar seu amigo de quatro patas para um check-up completo pelo menos uma vez por ano com veterinário de confiança.

Mais lidas

OUTRAS NOTÍCIAS