As principais notícias do mercado PET e VETERINÁRIO ao seu alcance

Confira lições dos 4 maiores pet shops dos Estados Unidos

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso grupo do Whatsapp

maiores pet shops dos Estados Unidos
Foto: Freepik

Enquanto o varejo pet brasileiro discute fusões, os quatro maiores pet shops dos Estados Unidos investem na capilaridade, programas de fidelização e, sobretudo, em uma oferta diferenciada para captar clientes.

As informações compiladas pelo portal Pet Business indicam o caminho das pedras para os pet shops brasileiros, especialmente quando o assunto é a prestação de serviços.

Perfil de atuação dos maiores pet shops dos Estados Unidos 

PetSmart 

Líder entre os maiores pet shops dos Estados Unidos, a rede mantém 1.660 lojas, 50 mil colaboradores e operação também no Canadá. Disponibiliza uma ampla gama de produtos de pet food, brinquedos e roupas. Mas o diferencial está na hospedagem de cães e gatos e em treinamentos para orientar tutores no cuidado com seus bichinhos.

PetCo 

Fundada em 1965, a empresa administra mais de 1.550 PDVs e chegou também ao México e a Porto Rico. Em paralelo ao varejo pet, ergueu mais de 100 hospitais veterinários nos Estados Unidos. A PetCo também é conhecida por seus diversos programas de fidelidade, sendo um deles especialmente inusitado – o banho self-service para cães.

Por meio dessa iniciativa, o tutor assume a responsabilidade de dar banho em seu próprio pet, basta agendar o serviço e levá-lo até a loja. O serviço custa US$ 20 (cerca de R$ 99) e não é necessário levar nenhum equipamento. Os clientes têm acesso completo às estações de autoatendimento, que incluem xampu, condicionador, pentes, escovas, toalhas, secadores e aventais.

Pet Supplies Plus 

Com mais de 675 unidades em 41 estados norte-americanos, a varejista conta com um vasto portfólio para cães, gatos, pássaros, peixes e répteis. O segredo do sucesso, entretanto, é explicado por uma parceria com a DoorDash, plataforma online de pedidos e entrega de alimentos. Clientes frequentes e cadastrados recebem as encomendas no mesmo dia da compra, sem qualquer custo adicional de entrega.

Woof Gang Bakery 

Uma das mais jovens empresas do varejo pet ingressou no mercado em 2007, na Flórida. Em pouco tempo expandiu para outros 18 estados locais, por meio do sistema de franquias, e hoje reúne 250 PDVs. Mas ao contrário do padrão que rege o setor, 66% do faturamento anual tem como origem os chamados cuidados personalizados. A lista de mimos contempla uma luxuosa experiência de banho, lixamento de unhas e limpeza suave dos ouvidos. Também é possível escolher amenidades extras que incluem pintura de unhas, escovação de dentes e desembaraçamento dos pelos.

Maiores pet shops dos Estados Unidos puxam aumento de gastos

Mais serviços, mais gastos. Os maiores pet shops dos Estados Unidos ajudam a explicar a liderança do país na média mensal de despesas por animais de estimação – R$ 2.155, contra R$ 1.877 do segundo colocado Japão e R$ 429 do Brasil.

Média de gastos por pets (em R$)
Dez maiores mercados pets do mundo

* Fontes: Banco Mundial e Euromonitor

No Brasil, em particular, o ambiente de negócios ainda é desfavorável ao segmento, na visão de especialistas. A pesada carga tributária de 54,2% sobre produtos pet, contra 6% da alíquota média nos Estados Unidos, é um dos entraves.

Porém, os gastos por pets poderiam crescer rapidamente com a maior integração setorial. “Ainda há um distanciamento entre pet shops e clínicas veterinárias. O pequeno e médio varejista pode exercer um trabalho consultivo estratégico para reter os tutores. Mas, para isso, precisa enriquecer seu rol de atendimento e buscar justamente o apoio de veterinários e tosadores, entre outros prestadores de serviço”, analisa Vanessa Lima, gestora estadual do Sebrae-SP.

Mais lidos

OUTRAS NOTÍCIAS