As principais notícias do mercado PET e VETERINÁRIO ao seu alcance

As plantas tóxicas para pets

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso grupo do Whatsapp

Quais são as plantas tóxicas para os pets?
Quais são as plantas tóxicas para os pets?

Quais são as plantas tóxicas para cães e gatos? Projeto da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP (Universidade de São Paulo) revela o que o tutor deve fazer para ter um ambiente domésticos seguro para esses animais. A seguir, confira algumas plantas que representam riscos para nossos amigos de quatro patas.

Algumas plantas tóxicas para os animais domésticos

Antúrio: a intoxicação acontece pela mastigação e ingestão da planta. Para os pets não correrem risco, os vasos de antúrio devem ficar em locais altos, como estantes, mesas e janelas. Quer que a planta fique no quintal ou jardim? Deixe em locais em que o pet não fique sozinho.

Alocasia: também conhecida como “Orelha de Elefante”, a intoxicação acontece pela mastigação e ingestão da planta. É uma planta encontrada especialmente em jardins e canteiros, mas se estiver dentro de casa, coloque-a em uma área mais isolada e de difícil acesso para os animais.

Azaleia: a intoxicação acontece por meio da ingestão da planta, sendo uma pequena quantidade suficiente para causar sintomas. No caso de arbustos, prefira ambientes em que seu animal não tenha contato. Vasos podem ser colocados em locais elevados, como prateleiras, estantes e mesas altas.

Costela de Adão: a intoxicação ocorre pela mastigação e ingestão da planta. Dificilmente colocada em vasos ou arranjos, a maior preocupação com essa planta é em jardins. Se possível, prefira ambientes em que o pet não passe tempo sozinho.

Espada de São Jorge: a intoxicação ocorre pela mastigação e ingestão das folhas, ou pelo contato com a pele. Encontrada em diversas formas, como canteiros, jardins, vasos e arranjos em água, mantenha-a sempre em locais altos dentro de casa, como janelas, prateleiras e armários.

Lírios: a intoxicação acontece por ingestão de pequenas quantidades de folhas, flores ou sementes, especialmente para gatos. Posicione a planta em locais altos, como mesas, prateleiras e estantes.

Tulipa: a intoxicação acontece quando há ingestão. Coloque os vasos em locais altos e fora do alcance do animalzinho, como em mesas e estantes.

Veja aqui outras plantas tóxicas.

O que fazer em caso de intoxicação

Segundo a cartilha, diversos fatores podem levar os animais de estimação a ingerirem ou mastigarem plantas. São eles: situações de estresse, introdução de um novo bichinho na casa, distúrbios cognitivos em pets idosos, desconfortos abdominais, período prolongado de solidão, tédio, falta de atenção e ansiedade.

Vômito e diarreia são sintomas comuns de intoxicação, mas os pets podem apresentar outros sinais:

  • Náusea
  • Perda de apetite
  • Vômitos
  • Problemas dermatológicos como inflamações na pele, reações alérgicas, inchaços, vermelhidão e coceira
  • Diarreia
  • Dor abdominal
  • Sangramento pelo vômito ou nas fezes
  • Taquicardia
  • Redução de frequência cardíaca
  • Dificuldade para respirar
  • Apatia
  • Desmaios

Independentemente dos sintomas apresentados, leve imediatamente seu animal de estimação a um médico veterinário de confiança ao perceber qualquer mudança no comportamento. Explique ao especialista os sinais observados e quando começaram a ocorrer.

Em situações de suspeita de intoxicação por plantas, forneça informações sobre a planta suspeita. Caso não saiba o nome da espécie, descreva ou mande uma foto.

Mais lidos

OUTRAS NOTÍCIAS