As principais notícias do mercado PET e VETERINÁRIO ao seu alcance

Dieta animal: saiba quais frutas e legumes seu pet pode ingerir

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso grupo do Whatsapp

frutas e legumesÉ muito comum se imaginar que frutas e legumes, por serem “naturais”, são benéficos para a dieta dos pets, porém, muitas vezes o fornecimento desses alimentos pode se tornar um risco para a saúde do animal. Existem diversas contraindicações para cães e gatos baseadas em pesquisas e estudos que evidenciam toxidade nos mais variados alimentos.

O médico nutricionista do Veros Hospital Veterinário Fábio Alves Teixeira, comenta sobre os riscos da ingestão de frutas e legumes por cães e gatos, além de conscientizar tutores sobre a importância de uma alimentação indicadas por profissionais capacitados para prevenir intoxicações e futuros problemas de saúde nesses animais. “Alimentos como batatas, beterrabas e tubérculos em geral quando oferecidos crus, apresentam substâncias tóxicas. O ideal é que esses alimentos sejam cozidos antes de oferecer aos bichinhos”, explica o veterinário. Outro exemplo são frutas como banana e tomate, que quando fornecidos ainda verdes ou não maduras aos pets podem causar graves lesões estomacais, já que possuem substâncias tóxicas encontradas antes de seu amadurecimento.

Além disso, frutas como uva, carambola e abacate possuem evidências de toxidade em qualquer fase, por isso, devem ficar longe da vasilha desses animais. Estudos mostram que alimentos como alho, cebola, cebolinha e seus semelhantes são extremamente tóxicos para os pets. Manifestações gastrointestinais como lesões no intestino e no estômago, quadros graves de anemia e lesões oxidativas são frequentemente observadas após ingestão desses alimentos.

“É muito importante reforçar que cães e gatos são diferentes de humanos, coelhos e cavalos. Por isso, eles não possuem uma capacidade tão grande de absorver nutrientes de itens muito fibrosos, já que não possuem um aparato digestivo capaz de digerir alimentos como uma cenoura, por exemplo”, diz o veterinário nutricionista.

Então é proibido fornecer frutas e legumes aos pets? Não é proibido. Com exceção dos itens já comentados, frutas e legumes podem ser grandes auxiliares no controle calórico da alimentação de cães e gatos. Quando bem-preparados e recomendados por profissionais, alimentos como chuchu e abobrinha – por sua quantidade baixa de calorias – são ótimos petiscos para animais que possuem pré-disposição a engordar ou estão em processo de emagrecimento.

Que tipo de cuidado deve se ter antes de oferecer esses alimentos aos pets? Em sua maioria, as frutas sequer precisam de muito preparo, muitas vezes o único trabalho é lavá-las e descascá-las antes de as oferecer para os pets. Um bom exemplo disso são frutas como o melão e a melancia, que podem colaborar muito com a hidratação dos pets, mas se deve tomar cuidado com as cascas.

Porém, é muito importante ter em mente que, diferente dos humanos, a ingestão desses alimentos por animais não tem em sua finalidade a absorção de nutrientes. Por esse motivo, só devem ser ofertados aos pets por recomendação e acompanhamento de um médico veterinário. “O profissional, com base na necessidade do animal e na alimentação principal – ração ou comida caseira – poderá auxiliar o tutor no controle da dieta para que não haja faltas ou excessos e sim um equilíbrio na dieta desse animal”, finaliza o veterinário.

Mais lidas

OUTRAS NOTÍCIAS